segunda-feira, 28 de junho de 2010

Curtume (Rio Tcantins) Vanusa Babaçu



Rio
cavalo e espora
rio, cavalo e espera
rio que corre sem medo
do tempo senhor.
E eu?
Eu teu criado mudo
Eu teu criado cego
Eu teu criado surdo
Eu teu criado sigo 
A sina
Ser correnteza
No cavalo que espera a espora
rio, me leva logo
prometo ser bem feliz!

Um comentário:

Quadratura do Circulo disse...

Bom Dia. Gostei de visitar o seu blog. Muito interessante. Gostaria de lhe apresentar o meu, e já agora a todos os que lerem esta mensagem. Um novo blog de opinião. Abraço e sigam-no

http://quadratura-do-circulo.blogspot.com/