domingo, 13 de março de 2011

Domingueiro

Ele me faz pensar que disse adeus,
mas, antes que eu sofra,
ele volta.
Chega silencioso.
Riso descarado
e perturbador
E amor desmedido.
E o dia?
fica curtinho e curtido.
Sem rezingas, eu devolvo 
o abraço necessário e desapressado.
Apertamos o player de nossa película
colorida, pelo dia de domingo.

3 comentários:

vaguinho disse...

formidável ... adoreii...

Juh Salomé de Beauvoir disse...

Na verdade, eu que agradeço a Deus...por tu ter entrado na minha vida, já conheço e amooo, sem nunca ter visto tua verdadeira face!!!!!!!
A distância é só um inconveniente, que a estime repreende...

Mil flores, em mim, pra vc!!!!!!!

Beijossss...
=)

Nara C. disse...

Vim beber da fonte de tua ternura, vivo nas entrelinhas de tua escrita... belo texto! rebasteci-me, estou plena outra vez...
Bjs