segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

indizível?

O que tenho a dizer é indizível, obrigado por fazer parte da minha vida! Desculpa por minhas ausências, mas espero que todo encanto entre nossos caminhos cruzados não se perca por simples distância de tempo e espaço.Tu és minha Guru, aquela que se dedica inexplicavelmente a fazer com que eu entenda meu próprio dito, ser. Parte do que sou é ter sido visto ouvido, e lido por ti, é teus beijos amáveis. Escrevo-te uma declaração de admiração, respeito.Te escrevo essa pequena declaração de amor que não necessita de ciúmes, pois é do tipo de amor que se compartilha. Te escrevo declaração de dívida, que pagarei não te esquecendo nenhum instante, mesmo que eu não te lembre a toda hora.


beijos declaráticos. 

Lucas Victor, 
comentário sobre a post: O menino e o encanto (babaçu)

4 comentários:

Vanusa Babaçu disse...

Estimado Lucas Victor,

És aquele ser que a vida nos dá de presente e faz o dia ter um sentido particular. Tenho por ti apreço e zelo. Admiração e confiança.

Meu amor por ti pode ser: adicionado, partilhado e multiplicado. em hipótese alguma: Diminuido.

Não há distancia entre nós: Nem de tempo, nem de espaço, eu te carrego dentro de mim, ocupando espaço privilegiado.

Beijos atemporais.

Wellem disse...

Preço de experimentar "babaçu"
Bela declaração de multiplos sentimentos. Contigo eu partilho.

Bella disse...

Nossa que lindo! *__*

Mário Liz disse...

poesia declarática. Tudo é poesia por aqui. É uma otima overdose ...