sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

teu silêncio

Nada quero de ti.
Minto...
Quero tudo.
Nada posso...
Só por você.

Desejo, sempre
desejo que fique.
Se quiseres, somente por inteiro!

Minto...
Te aceito por parte,
todas as partes,
Qualquer parte:
Coraçao, sorriso, alma!
Teu humor... Qualquer humor!

Tua alegria latente de vida!
Até você!

Teu silêncio....
Não!!!!



texto escrito nos idos anos de 1994
Vanusa Babaçu

2 comentários:

Janderson Andrade disse...

Ual!
Que texto maravilhoso.
A tua sensibilidade com as palavras me tiram o fôlego,de fato.
Meu desejo é pelo inteiro/completo.Mas percebo que isso nem sempre é possivel.Afinal,somos todos humanos e falhos.Não podemos exigir do outro,aquilo que não temos condiçoes de oferecer.

Vanusa Babaçu disse...

Eu posso dizer que vivi um amor pelas metades, mas que me bastava naquele momento. Resumida neste singelo poema. Nunca consegui escrever palavras imaginárias... certo ou errado, muito ou pouco etão sempre desenhando um momento de minha vida. Hoje eu o leio e vejo quase como um apelo, e acho mesmo que foi. Com esse escrito registrei meus sentimentos e presentiei àquele que me inspirou. Há poquissimo tempo ganhei de volta em forma de presente. Só saber que ele ficou ali, sendo lido e relido de vez enquando, foi uma grande surpresa. Agora divido com todos!
Grata pela visita e comentário.
beijos inteiros pra você.
Babaçu